12/08/2011

O alvorecer do amor


Amor a corazon abierto - Miguel Oscar Menassa

Professora

Almas se buscam...
Olhares se cruzam...
Retinas se fotografam...
Peitos disparam...
Sorrisos se contemplam...
Pensamentos se apresentam...
Sofrimentos se distraem...
Palavras se tocam...
Risadas se acendem...
Mãos se doam...
Corpos se evocam...
Desejos nascem...
Carinhos desabrocham...
Lábios se doam...
Paixões se beijam...
No estômago borboletas voam...
Novos sonhos nascem...
Velhas dores adormecem...
Solidões dizem adeus...
Corações se entregam...
A vida enfim amanhece...
E assim nasce um novo amor.



Licença Creative Commons
O alvorecer do amor de Rokatia Kleania é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported. Based on a work at www.aspirinasurubus.blogspot.com. Permissions beyond the scope of this license may be available at www.blogdaprofessorinha.

3 comentários:

  1. Poxa, Rô! Que lindo! Nada havia de exagero quando me falaram que escrevias tão bem. Li este e outros textos teus aqui no Aspirinas e Urubus e estou encantada com sua habilidade em nos doar, por meio de palavras, tantas emoções. No que concerne a este texto em especial, restrinjo-me tão somente a dizer: belo, simplesmente belo! Texto leve, simples, mas de uma literalidade e sensibilidade digna de uma grande escritora. Parabéns, querida. Estou orgulhosa de você!

    Taísa Azevedo

    ResponderExcluir
  2. “Esta semana não encontrei palavras para comentar os outros textos.
    Isto é raro, pois geralmente peco pelo exagero.
    Mas, têm épocas que a alma fica meio quieta, e ai eu a deixo quietinha que é para não entristecê-la
    Devo dizer que li todos, e sorvi cada um deles mais de uma vez.

    Mas foi este texto da Rokátia que me abriu o desejo de comentar:
    Poesia bela, simples.
    Fala daquilo que é o obvio deste o principio dos tempos e por ser obvio, nos foge.
    A beleza inconteste e a alegria igualmente inconteste de saber recomeçar!
    O amor nos permite isto, sempre!
    E a literatura nos permite fazer poesia com toda esta maravilha!
    Beijos professora!

    Ah, devo dizer que aguardo ansiosa pela continuação do texto que narra cronicamente o ataque sudestino ao amor nordestino! Aquilo ficou pra lá de bom!

    Brincar com a poesia e permitir que a literatura nos dê asas é parte do que me motiva a escrever!
    Quando nos vestimos com outras roupas e somos o personagem que quisermos ser, naquela hora, naquele momento...e depois podemos mudar de pele, de roupa, de amor, tudo isto nas asas mágicas da literatura!”


    Eliana Klas

    ResponderExcluir
  3. Meu AMOR, já me era sabido que você é uma boa escritora, mas me surpeendi ao saber que es também uma excelente poetisa, parabéns pelo texto, ele expressa muito bem como nos sentimos quando estamos realmente amando alguém. Esta é mais clara expressão do que o amor faz com nossos sentidos quando assim o estamos vivenciando-o. Beijos

    Augusto Néo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...